Bahia, 14 de Junho de 2024
EMMANUEL MACRON

Macron dissolve Assembleia após derrota no Parlamento Europeu
O presidente da França, Emmanuel Macron, anunciou neste domingo, 9, a dissolução da Assembleia Nacional após seu partido sofrer um forte revés no pleito do Parlamento Europeu. “Decidi devolver-lhes a escolha do futuro parlamentar”, afirmou o presidente francês, acrescentando: “Esta decisão é séria, pesada mas acima de tudo é um ato de confiança”. O anúncio foi feito depois de as primeiras projeções da imprensa francesa indicarem que o Reunião Nacional, liderado por Marine Le Pen e Jordan Bardella, obteve 31,5%, quase um terço do total.
Por: O Antagonista
10/06/2024 - 06:41:52

O presidente da França, Emmanuel Macron, anunciou neste domingo, 9, a dissolução da Assembleia Nacional após seu partido sofrer um forte revés no pleito do Parlamento Europeu.  

“Decidi devolver-lhes a escolha do futuro parlamentar”, afirmou o presidente francês, acrescentando: “Esta decisão é séria, pesada mas acima de tudo é um ato de confiança”.

O anúncio foi feito depois de as primeiras projeções da imprensa francesa indicarem que o Reunião Nacional, liderado por Marine Le Pen e Jordan Bardella, obteve 31,5%, quase um terço do total. 

O resultado representa mais do dobro dos votos previstos para a legenda de Macron, com 15,2%.

Durante discurso, o presidente francês afirmou que o resultado “não é bom para os partidos que defendem a Europa”.

“Partidos de ultradireita, que se opuseram nos últimos anos a tantos dos avanços possibilitados pela nossa Europa estão ganhando terreno pelo continente. Não poderia, no fim deste dia, agir como se nada estivesse acontecendo.”

Já Marine Le Pen classificou a vitória de seu partido como um acontecimento “histórico”.

“Estamos prontos para assumir o poder se os franceses nos derem a sua confiança nas próximas eleições nacionais”, disse Le Pen.

Ela disse ainda: “O povo francês mandou uma mensagem clara ao poder macronista, que está se desintegrando: já não querem uma construção europeia tecnocrática que nega a sua história, despreza as suas prerrogativas fundamentais e que resulta na perda de influência, identidade e liberdade”.

Segundo o jornal Le Monde, o partido de Le Pen e Bardella obteve o melhor resultado de uma legenda francesa nas eleições europeias em 40 anos.

Veja + Notícias/Geral