Bahia, 03 de Fevereiro de 2023
Por: Silva Mingo
02/12/2022 - 07:06:53

O Sindicato dos Bancários do Extremo Sul da Bahia (Sindibancários) se manifestou contra o fechamento de duas agências do Bradesco na região – uma em Eunápolis e outra em Teixeira de Freitas. Dirigentes do sindicato realizaram atos de protesto e denunciaram a atitude do banco à imprensa regional.

Relatou a entidade sindical que “o clima organizacional no Bradesco já está bastante instável com as reestruturações, demissões e transferências compulsórias” e que “o impacto dessa política é de piora das condições de trabalho e do atendimento ao público”.

Em Teixeira de Freitas, o Bradesco encerrou as atividades na unidade Mercado Caravelas, no bairro Vila Vargas, no meado de novembro. Já em Eunápolis, o banco fechou a agência da Rua Rui Barbosa, centro da cidade. "Estamos protestando contra essa atitude, mas é preciso também a reação da sociedade", ressaltou Moisés Vital Araújo, coordenador geral do sindicato. 

O Sindibancários vem protestando também contra as “práticas abusivas” do Bradesco que, de acordo com a entidade, prejudicam os funcionários e usuários do banco. “Quem mais sofre com essas medidas são os clientes de baixa renda, especialmente os aposentados”, afirmou Joelma Gomes, dirigente da entidade.

Contra essas atitudes, o sindicato tem realizado manifestações nas agências e utilizado carros de som, faixas e cartazes, além de entrevistas na mídia regional. “É uma desumanidade ver pessoas idosas sendo maltratadas quando precisam de atendimento humano e digno", desabafou Leila Ramos, diretora sindical.

Os dirigentes Gildenê Prates e Thomaz Edson Andrade, que participaram de entrevista à imprensa em Teixeira de Freitas, também condenaram o fechamento das duas agências e reforçaram as denúncias contra as “práticas abusivas” do Bradesco.

Veja + Notícias/Geral