Bahia, 22 de Janeiro de 2019
CARNAVAL

Salvador tem o maior Carnaval do mundo, mas quem ganha são os empresários dos blocos
O Carnaval de Salvador, que acontece este ano entre os dias 16 e 21 de fevereiro, é de acordo com o livro dos records Guiness Book o maior carnaval do mundo
Por: aGazeta Bahia/Jackson Domiciano
12/12/2011 - 06:44:55

O Carnaval de Salvador, que acontece este ano entre os dias 16 e 21 de fevereiro, é de acordo com o livro dos records Guiness Book o maior carnaval do mundo (a maior festa popular do planeta), batendo recordes com cerca de 2.700.000 foliões em seis dias de festa, que festejam em três principais circuitos: Dodô (Barra-Ondina), Osmar (Campo Grande-Avenida Sete) e Batatinha (Centro Histórico).

Sem dúvidas o Carnaval de Salvador é uma das maiores festas do planeta, então certamente ele sempre arrasta multidões que vem de todos os estados do país e do Mundo.

Este é um dos carnavais mais populares de todo o Brasil. São praticamente 24 horas de folia de quinta-feira até a quarta-feira de cinzas. As avenidas, que durante o carnaval se transformam nos circuitos dos trios elétricos, são tomadas por uma multidão de foliões, ávidos por horas de diversão e de música.

Para dar conta do recado, diversos artistas consagrados agitam o pessoal pelo Circuito Barra-Ondina (Dodô) ou então pelo Circuito Campo Grande (Osmar). Nomes como Chiclete com Banana, Daniela Mercury, Asa de Águia, Cheiro de Amor, Jammil, Ivete Sangalo, Babado Novo, Banda Eva, Harmonia do Samba, Araketu, Timbalada e André Lelis.

Muito bem. Não temos ainda, os números em valores reais, que o Governo do Estado e a Prefeitura investirão este ano para proporcionar o evento. Uma coisa é certa. Muitos hospitais públicos, escolas, cadeias, ruas periféricas, estão abandonados. Com tantos foliões para agigantarem o evento, bem que esta festa gigantesca poderia ser mais bem aproveitada para atrair recursos para os fins sociais.

Um leitor nos encaminhou um e-mail, bastante interessante sobre os números do Carnaval de Salvador. É para refletir.                                       "O Faturamento de um camarote de carnaval: R$ 14,4 milhões. Taxa que paga à prefeitura: R$10,58. Ser empresário de bloco ou camarote no Carnaval, na Bahia, não tem preço!

Números reveladores do Carnaval da Bahia foram publicados na Revista da Metrópole desta sexta:

O bloco Camaleão fatura sozinho, apenas com a venda de abadás, R$ 6,65 milhões.

O Me Abraça fatura R$ 5,4 milhões do mesmo jeito, fora patrocínios.

O Corujas  fatura 4,94 milhões.

Tudo isso em apenas três dias.

Já os camarotes faturam assim:

O do Reino, R$ 7,2 milhões;

Nana Banana, R$ 6,2 milhões;

Camarote Salvador, R$ 14,4 milhões.

Tudo isso fora os patrocínios.

Mas, por outro lado, sabem quanto um empresário paga de taxa à Prefeitura para montar um camarote no circuito do Carnaval?

R$ 10,58 de taxa inicial e mais 42,34 por metro quadrado. Uma pechincha. Um achado. Uma oportunidade da China. Ou seja, os empresários não bancam, nem de longe, o custo da festa.

Então, quem banca? O Governo do Estado e a Prefeitura investem R$ 30 milhões para colocar polícia na rua, realizar a limpeza, montar e desmontar toda infra-estrutura, pagar equipes de saúde, etc, etc, etc.

Porém lembrem-se: o dinheiro do Governo do Estado e da Prefeitura sai do nosso bolso.

E considerando que pesquisa divulgada recentemente no Jornal A Tarde constatou que 76% da população de Salvador não pula carnaval, e mesmo os 24% que pulam ficam espremidos entre tapumes e cordas de blocos, bancar essa festa imensa com dinheiro público fica mais injusto ainda. Está na hora dessa conta mudar de mãos: quem fatura com o Carnaval é que tem que bancar a festa.

Eu gostaria muito de saber a opinião dos que criticam o Bolsa Família como uma “esmola que deixa o povo dependente do governo” para saber o que eles acham dessa “superesmola” que dá lucro absurdo às muitas no carnaval, às custas dos investimentos públicos.

Tudo precisa ser mudado.

Quer fazer Carnaval, faça para o povo baiano também!...

Em tempo: a Daniela Mercury ficou revoltada com a Prefeitura porque não atendeu ao seu pedido de elevar a altura dos fios da rede elétrica; segundo ela, o seu novo trio ficou um pouco mais alto o que colocaria sua vida em risco; o custo desse pedido, só no circuito da Barra/Ondina seria de mais de três milhões de reais;

Já comprou seu abadá do próximo carnaval? Não? Então corra que está acabando!

ENQUANTO ISSO!!!...

O hospital Martagão Gesteira declara que a Prefeitura de Salvador há dois meses não repassa o dinheiro, e que já acumula uma dívida de R$ 2 milhões e o hospital corre o risco de fechar este mês, e 700 crianças ficarão sem tratamento, mas para o carnaval nos bairros da Barra-Ondina,  foram gastos sem titubear R$ 60 milhões pelos gestores municipal e estadual.

O carnaval é prioritário, a saúde não!

Veja + Notícias/Geral