Bahia, 21 de Outubro de 2019
Por: A Gazeta Bahia
08/10/2019 - 15:03:36

O prefeito de Eunápolis, Robério Oliveira concedeu entrevista bombástica ao radialista Carlinhos Moto Táxi, após a Caminhada do Outubro Rosa, no sábado, 04, quando abordou vários temas sobre a Saúde Pública do Município. Questionado sobre o funcionamento do Samu, ele disse que o município tem o direito de aportar apenas 25% dos recursos, para a manutenção do serviço, no entanto, está bancando mais de 70%, enquanto o Governo Federal continua com a mesma tabela de anos atrás, e o Estado bancando a mesma coisa.  “O município para não fechar o sistema, tem que manter o serviço do Samu, fazendo os aportes. Os custos com a Base de Regulação são bancados com os recursos de Eunápolis, que carrega essas despesas nas costas. Essas despesas, terão que ser rateadas entre os municípios da região”, disse.

Quanto ao Hospital Regional de Eunápolis, ele esclareceu que esteve com o governador Rui Costa, em Salvador, e que conversou de forma incisiva, falando sobre os custos muito elevados em relação as despesas. Enfatizando que município banca cerca de R$ 2,8 milhões por mês, e que o Estado banca somente R$ 200 mil.  A UTI que tem um custo de R$ 500 mil, é bancada pelo município”, esclareceu Robério.
Explicou ainda, que ao todo, são mais de R$ 36 milhões por ano, gastos pelo município para bancar e manter o HGE de pé, e para atender uma população da região. Foi contundente, ao enfatizar que o Hospital é municipal.
“Eu falei que queria devolver o HGE, mas o Governo não quer. Nós queremos que ele assuma, e o município entre apenas com a sua parte. Os recursos oriundos da Saúde Pública de Eunápolis, que bancam o HGE para atender as pessoas que não são deste município, poderiam ser investidos em serviços públicos da Saúde local. Atendemos através do HGE, os pacientes de Minas, e outras regiões, bem como, as vítimas de acidentes das rodovias BR 101 e BR 367. Foi uma burrice, e uma irresponsabilidade feita por um ex-prefeito, em pegar o HGE para o município, para através disso, fazer politicagem”, esclareceu.

O prefeito Robério afirmou que falou com o governador Rui Costa, sobre a situação do HGE. “Isso é um absurdo. Não vou fechar as portas do Hospital. Não sou irresponsável. Quando lançamos uma candidatura própria, quando lançamos Larissa Oliveira, foi para brigar e termos uma deputada daqui para discutir assuntos delicados como o HGE. Todo cidadão sabe sobre os recursos que são investidos na Unidade. Quem mais bate no HGE, é o Paulo Dapé e sua mulher.  Dapé deveria respeitar os funcionários, alguns que ali trabalham há anos. Esses servidores deveriam ser respeitados”. 

Pontuou também, que o Governo Federal manda uma merreca, cerca de R$ 59 mil, e que o Estado deve aportar os valores corretos e devidos. Disse que estão sendo gastos cerca de 25% dos recursos da Saúde Pública, com as despesas do HGE.  “Temos que ter uma conversa firme com o Governo, discutir com os deputados votados nesta região. O Governo tem que custear o Hospital Regional, e pagar os valores que deve, senão, vamos fechar a Unidade.  Que o Estado ajude custear o HGE, caso contrário, vai contratar os serviços em outras unidades privadas, e entregar as chaves ao Governo. O Município não tem recursos para bancar os serviços do Hospital Regional sozinho. Dessa forma, não podemos fazer outros investimentos e criar outras despesas”, finalizou, dizendo que, com base no direito constitucional, tem a obrigação de atender, e respeitar a toda população, e que está disponível para conversar com todos. 

 

Veja + Notícias/Geral
SAÚDE

Plástica ocular tem sido cada vez mais procurada por pacientes que almejam melhorar autoestima e também tratar de algumas doenças
Os olhos são a janela para o mundo, parafraseando o clichê, e o olhar pode desvendar a idade dos donos. Isso porque é justamente nessa região que começam a aparecer os primeiros sinais do envelhecimento. E, para driblar os efeitos naturais do tempo, muitas pessoas estão buscando por procedimentos estéticos minimamente invasivos, que restaurem características joviais e melhorem a autoestima: as chamadas Plásticas Oculares ou Oculoplástica.