Bahia, 25 de Agosto de 2019
SAÚDE PÚBLICA

Hospital Regional de Eunápolis foi municipalizado pelo pai do vereador Artur Dapé, hoje o maior crítico da unidade
O que vamos comentar de forma mais simples e até de fácil entendimento, são os interesses de algumas autoridades do Legislativo, em detonar a unidade hospitalar de forma gratuita, e por mero interesse da politicagem nojenta, atos também também defendidos por certo blogueiro,
Por: A Gazeta Bahia
13/08/2019 - 14:34:44

Esta reportagem não vai se enveredar pelo campo dos números.  Até poderíamos mostrá-los de forma bem detalhada, no entanto, não é esta a pauta a seguir.

O que vamos comentar de forma mais simples e até de fácil entendimento, são os interesses de algumas autoridades do Legislativo, em detonar a unidade hospitalar de forma gratuita, e por mero interesse da politicagem nojenta, atos também também defendidos por certo blogueiro, que se sujeita a este papel ridículo, de ser o porta voz dessa cambada.

É muito visível também, os interesses de grande parte dos opositores e simpatizantes do ex-prefeito Paulo Dapé, em detonar o Hospital, jogar os serviços que são prestados ali, na sarjeta, como se isso fosse de alguma forma contribuir para melhoria do atendimento que é feito aos pacientes que ali chegam, dos mais diversos municípios, localidades distantes desta cidade, de Minas Gerais, além de inúmeros casos de vítimas de acidentes automobilísticos que acontecem diariamente nas rodovias que cortam esta região, apontadas como as mais violentas do Brasil.

É justamente no Hospital Regional, que centenas de acidentados, entre a vida e a morte são encaminhados pelos SAMUS, após os primeiros atendimentos pela PRF. Sem fazer diferenças, sem a burocracia da cobrança adiantada e do depósito antecipado, todos são atendidos, e socorridos, por uma equipe de profissionais dedicados, que lutam diuturnamente para salvarem vidas.

Além dos acidentados que somados, passam de centenas durante o ano, que ali são atendidos, são recebidas pessoas feridas em estado grave, grande parte, vítimas da violência cruel que assola as cidades e distritos dos municípios circunvizinhos a Eunápolis. Jovens e homens vítimas de armas de fogo, dos tiroteios com as polícias, vítimas das violências diversas, todos são encaminhados para o HGE. Alguns que chegam em estado crítico, não sobrevivem, o que natural nesses casos. Isso não quer dizer que a unidade foi responsável, ou por falta de atendimento.

Portanto, a mais vil insanidade, foi o que se viu na Câmara de Vereadores de Eunápolis, nesta quinta-feira, 08, dois vereadores, se colocarem à frente de um protesto, segurando uma faixa, fazendo parte ao um reclame de que no Hospital Regional de Eunápolis, as pessoas estão morrendo por falta de atendimento.

A população precisa saber, que o Hospital Regional, sempre foi de responsabilidade do Estado, no entanto, o pai do vereador Artur Dapé, para agradar o então secretário de Saúde do Estado, José Maria de Magalhães, entendeu que era melhor municipalizar a unidade, e assim, Eunápolis tomar conta desse equipamento público que custa milhões de reais aos cofres municipais. Que serve mais, para socorrer as vítimas de outros municípios, e centenas que se acidentam nas rodovias da região.  
O discurso dos parlamentares bem que poderiam ser outro.

Veja + Notícias/Geral