Bahia, 23 de Setembro de 2018
Por: A Gazeta Bahia
09/09/2018 - 09:28:37

O secretário de Meio Ambiente do município de Eunápolis, Maximino Xavier conversou com a editoria do agazetabahia.com sobre a situação da Lagoa do Fórum. Na oportunidade, ele rebateu as críticas que tem recebido, e as cobranças para solucionar a infestação de baronesas na Lagoa.  Max, como é conhecido, foi categórico ao afirmar que o assunto é muito delicado e de extrema gravidade para o meio ambiente.

Esclareceu que a contaminação  é uma questão muito grave, que envolve outras situações de cunho coletivo. Apontou como principal causa, o escoamento dos dejetos das moradias e setores públicos situados no Bairro Dinah Borges. Esclareceu que centenas de casas canalizam seus esgotos com dejetos, diretamente na Lagoa. “Isso é um crime contra o meio ambiente, da mais alta gravidade. Não temos outro caminho a não ser lacrar os esgotos, e punir os agressores. O Ministério Público tem conhecimento sobre este grave crime ambiental”, disse o secretário.

Segundo Max, os moradores e órgãos públicos responsáveis por este problema devem ter consciência, e canalizarem seus esgotos para fossas assépticas. “Somente assim, a contaminação será diminuída, e a água passará a ter melhor qualidade”, finalizou.

A grave situação que assola a cidade de Eunápolis, com a falta do esgotamento sanitário tem repercutido em toda sociedade. O Governo do Estado fecha os olhos para isso. Enquanto a população sobrevive não somente sobre fossas, mas, com um lençol freático contaminado.

Veja + Notícias/Geral