Bahia, 04 de Junho de 2020
Por: A Gazeta Bahia
29/03/2020 - 07:21:59

A epedemia do coronavirus teve início na cidade chinesa de Wuhan, no mês de dezembro do ano passado.
A OMS fez alertas sobre este novo vírus e o perigo de contágio. Mesmo assim,  as autoridades brasileiras não deram ouvidos e liberaram geral os grandes carnavais pelo Brasil agora.
O governador de São Paulo, foi um dos principais articuladores para que a capital fosse palco do maior aglomerado de pessoas, naquele período momesco. Dorea não deu importância às recomendações da OMS.

A capital baiana foi outro palco para um dos maiores carnavais do Brasil, com festas estendidas e prolongadas. O governador Rui Costa e o espivitado  prefeito de Salvador, ACM Neto, também não deram bolas. Fecharam os olhos para as notícias sobre Covid-19. Muito pelo contrário, soltaram as fanfarras, e caíram na folia. Resultado, a capital baiana registra 81casos de coronavirus. Hoje, Rui e ACM andam como baratas tontas, sem saber o que fazer.

O município de Porto Seguro, o segundo mais afetado da Bahia, embora os casos tenham sido importados, também fechou os olhos para os alertas da OMS, e mandou ver, realizando um dos maiores carnavais do Nordeste,  também permitindo o Carnaval prolongado até o fim daquela semana.
Hoje, a capital baiana registra o maior índice de infectados na faixa etária de 30 a 39 anos, diferente de outras localidades atingidas pelo vírus.

Coincidência ou não, o fato gravíssimo, foi o lavar de mãos das autoridades, em permitirem a realização dos megas carnavais, com milhões de pessoas juntas em um mesmo espaço.
A irresponsabilidade poderia causar o maior genocídio da história.

 

Veja + Notícias/Geral