Bahia, 27 de Agosto de 2016
INAUGURAÇÃO

Inaugurada as novas instalações da Junta Comercial (Juceb) em Eunápolis
Vários contadores, economistas, empresários e agentes públicos, participaram ontem, 10, às 17 horas, da inauguração das novas instalações
Por: aGazeta Bahia/Jackson Domiciano
13/12/2011 - 07:58:18

Vários contadores, economistas, empresários e agentes públicos, participaram ontem, 10, às 17 horas, da inauguração das novas instalações da Junta Comercial de Eunápolis (Juceb), situada agora, na Rua Rui Barbosa, vizinha ao Correios, no centro de Eunápolis.

A  nova agência da Juceb, toda climatizada, está oferecendo ao cidadão tudo que existe de mais moderno dentro do sistema da Junta Comercial da Bahia, que já está em Eunápolis há cerca de 12 anos. Agora, dotada de novos equipamentos, os serviços processuais de abertura de empresas estão sendo mais rápidos. Hoje, todos os processos são julgados na própria Juceb local, onde através de sistema novo, o cliente passa a ter um único cadastro, encurtando tempo e burocracia.

A Juceb de Eunápolis em parceria com o Sindicato dos Contabilistas (Sicodesc) atende toda Costa do Descobrimento, onde passam pela agência mais de 80 processos diariamente.

Segundo Marcos Eriberto, presidente do Sicodesc, esta nova agência, uma das mais modernas do interior da Bahia, visa prestar um serviço de qualidade a todo cidadão que pretenda abrir sua empresa. Estiveram presentes, o prefeito Robério Oliveira,  a vice-presidenta da Junta Comercial da Bahia, Ilnah Oliveira; o vice-presidente dos Contabilistas, José Roque Batista;  Dr. Oziel Bomfim, o Secretário de Finanças do Município, Alécio Vian; o diretor de Tributos  Marcos Braga, vários contabilistas, e autoridades. Em seguida todos se destinaram ao Hotel Oceania para uma palestra e para terminar, aconteceu a festa de confraternização dos contabilistas.

Veja + Notícias/Geral
POLÍTICA

Presidente do TSE, Gilmar Mendes disse que eleição de outubro será teste para avaliar sobre as doações privadas
Crítico contumaz da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que pôs fim ao financiamento privado de campanhas políticas, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilmar Mendes, que conduz este ano a eleição com o maior número de candidatos da história – até 580.000 políticos concorrerão pela preferência do eleitorado.