Bahia, 24 de Abril de 2019
SAÚDE/PORTO

Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza 2019
Coordenada pela Vigilância Epidemiológica, juntamente com a Rede de Frio, a Secretaria de Saúde de Porto Seguro promoverá a 21º Campanha Nacional de Vacinação contra gripe Influenza, que ocorrerá no período de 10 abril a 31 de maio, em todas as Unidades de Saúde da Família, tendo o dia D de mobilização 4 de maio.
Por: Ascom-Prefeitura de Porto Seguro
04/04/2019 - 08:26:44

Coordenada pela Vigilância Epidemiológica, juntamente com a Rede de Frio, a Secretaria de Saúde de Porto Seguro promoverá a 21º Campanha Nacional de Vacinação contra gripe Influenza, que ocorrerá no período de 10 abril a 31 de maio, em todas as Unidades de Saúde da Família, tendo o dia D de mobilização 4 de maio.

"Essa é mais uma oportunidade para que todos pertencentes aos grupos prioritários possam ser imunizados contra a gripe. Contamos com uma equipe de saúde preparada para atender a todos. Por isso, recomendamos, juntamente com o Ministério da Saúde,  que as pessoas integradas ao público alvo compareçam às unidades de saúde, que funcionam de segunda a sexta-feira, para receberem a dose da vacina", informa a prefeita Cláudia Oliveira.

Público Alvo

Os grupos prioritários definidos pelo Ministério da Saúde são: crianças de 6 meses a menores de 6 anos; pessoas com 60 anos ou mais; gestantes; puérperas (até 45 dias após o parto); portadores de doenças crônicas não transmissíveis; profissionais de saúde; professores; trabalhadores do sistema prisional e indígenas. 

Estimativa de imunização

A campanha pretende intensificar as ações preventivas e de controle das infecções causadas pelos vírus H1N1, H3N2 e a B . A previsão estimada é imunizar cerca 35 mil pessoas, com percentual mínimo de 90% para cada grupo.  É importante destacar que as pessoas devem comparecer a unidade de saúde portando cartão de vacina.

Sobre a gripe

A influenza é uma doença respiratória infecciosa de origem viral, que pode levar a óbito, especialmente nos indivíduos que apresentam fatores ou condições de risco para as complicações da infecção, por isso a  imunização é indispensável e à medida mais eficaz para prevenir a doença.

Secretaria de Saúde

Veja + Notícias/Geral