Bahia, 19 de Novembro de 2018
Por: Pimenta.blog.br
06/11/2018 - 17:13:12

As inscrições para o curso de Medicina da Faculdade Pitágoras de Eunápolis estão abertas até o próximo dia 5 de dezembro. O início das aulas desta nova turma está previsto para o primeiro semestre de 2019. Para participar do processo seletivo, os candidatos deverão se inscrever por meio do site www.consultec.com.br. A prova está prevista para 16 de dezembro, das 9h às 13h30min.

Para o curso de Medicina, a instituição oferece 55 vagas. A graduação tem duração de 12 semestres, em turno integral. A Faculdade Pitágoras de Medicina de Eunápolis funciona na Rua D. Cotinha, 379, Centauro Oeste.

Os candidatos que se inscreverem no processo seletivo para o curso de Medicina da Faculdade Pitágoras poderão também participar da seleção para a oferta de cinco bolsas de 100% e uma de 50% sob o valor da mensalidade. Para ser elegível a uma dessas bolsas, após aprovado no vestibular, o candidato deverá comprovar ter cursado o Ensino Médio completo em escola da rede pública ou em instituições privadas na condição de bolsista integral. Os alunos bolsistas devem apresentar declaração da escola de ensino médio que comprove tal afirmação e Declaração do Imposto de Renda, própria ou dos pais.

Além das condições de elegibilidade, os candidatos às bolsas deverão ter renda familiar per capita igual ou inferior a um salário mínimo e meio por pessoa; ter prestado a última edição do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), com média geral superior a 450 pontos e não ter zerado a prova de redação, além de não ser beneficiário concomitantemente do Programa Universidade para Todos (Prouni). As informações completas estão disponíveis no edital.

Veja + Notícias/Geral
GOVERNO

O presidente eleitor, Jair Bolsonaro diz que soberania e leis do Brasil devem ser respeitadas
Em meio a reações como a do governo cubano que decidiu suspender a parceira com o Programa Mais Médicos, o presidente eleito Jair Bolsonaro voltou a defender hoje (19) a manutenção dos valores e princípios brasileiros. Numa rede social, ele disse que o país vai manter as boas relações [diplomáticas], mas exigirá respeito à sua soberania.