Bahia, 20 de Abril de 2018
Por: Jackson Domiciano
29/11/2017 - 19:58:50

O advogado Mário Júnior Pereira Amorim, recebeu Auto de Infração e Advertência da Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Eunápolis, no dia 12 de novembro, sendo multado em R$ 100 mil reais, sob a acusação de ter causado degradação, e de ter lançado efluentes em área de preservação permanente na localidade denominada Lagoa Dourada.

Pesa ainda sobre o advogado, a acusação de ter descumprido prazo para atendimento de exigências do auto de advertência.

Vários moradores da localidade já foram notificados e receberam vistorias de rotina por parte de técnicos da Secretaria.

Quanto ao advogado Mário Junior, prepostos da Secretaria de Meio Ambiente, salientaram que ele não deu continuidades às determinações do órgão, e que foi advertido e notificado.

O processo que culminou com a multa gravíssima por agressão a uma APP, encontra-se em andamento na Secretaria.

A reportagem do site agazetabahia.com conversou com o advogado Mário Júnior na tarde desta quarta-feira, 29, ele se defendeu, afirmando que a multa aplicada em seu nome é improcedente, uma vez que, nunca teve um terreno na cidade de Eunápolis, e que o imóvel que deu origem ao Auto de Infração, está sob a responsabilidade do empresário Ivan Moura, e serve como lavanderia.

“Eu não sabia que Ivan estava jogando água na lagoa. Quanto à multa, eu vou entrar com uma ação por crime de prevaricação. Como advogado, não posso ganhar multa pelo cliente”, disse Mário.

A equipe do site agazetabahia.com esteve no local e observou a construção de duas fossas ainda em fase de conclusão, esses novos equipamentos estão substituindo uma outra fossa que havia desabado anteriormente, e permaneceu a céu aberto.

Fac-símile do Auto de Infração

Certidão comprova inexistência de imóveis em nome de Mário Júnior

Novas fossas estão sendo construidas

Veja + Notícias/Geral