Bahia, 18 de Outubro de 2017
ELEIÇÕES 2018

Faltando menos de um ano para as eleições, apenas poucos pré-candidatos estão se destacando para vagas de deputados
Observa-se com isso, que falta menos de um ano para que as disputas aconteçam, no entanto, não se vislumbra no quadro de pré-candidaturas nenhum nome com propostas que encantem o eleitorado, este, já desencantado, diante de tantas turbulências, apenas as pré-candidaturas praticamente ainda extraoficiais.
Por: Jackson Domiciano
11/10/2017 - 10:18:22

Conforme calendário das eleições de 2018 definido pelo TSE, as próximas eleições deverão acontecer no dia 7 de outubro do próximo ano, data já estabelecida pela Lei das Eleições 9.504/97.

Observa-se com isso, que falta menos de um ano para que as disputas aconteçam, no entanto, não se vislumbra no quadro de pré-candidaturas nenhum nome com propostas que encantem o eleitorado, este, já desencantado, diante de tantas turbulências, apenas as pré-candidaturas praticamente ainda extraoficiais, estão se sobressaindo, a de Larissa Oliveira, atual secretária de Ação Social do município de Eunápolis, Neto Carletto, presidente do PP Jovem, que já se encontra em pré-campanha há algum tempo. Existem ainda os nomes de Uldurico Júnior, de Jânio Natal, que deverá buscar às reeleições. Apontam também uma possível candidatura do ex-prefeito Paulo Dapé.

Quanto a Neto, ainda falta clareza, uma vez que, a possível candidatura do seu tio Ronaldo Carletto ao Senado Federal ainda é uma incógnita.

Fora esses dois nomes, existem obscuras insinuações de pré-candidaturas no município de Porto Seguro, nomes que só devem sair da ala oposicionista à prefeita Cláudia Oliveira, em razão, de ser Larissa a possível candidata do grupo político.

As sonhadas pré-candidaturas nanicas, não têm a coragem de colocar abertamente os nomes nas ruas, com discursos enfáticos, combativos, enérgicos e destemidos, em defesa de causas relevantes que tanto anseia a sociedade regional.

Nesses tempos atuais, políticos destemidos não se observa mais, as candidaturas brotam, geralmente de conluios e acordos e são enfiadas nas gargantas do eleitorado encurralado e sem alternativas, parece não haver mais encanto e nem entusiasmo por parte dos jovens, para adentrarem no mundo político. Isso assusta a todos.

O calendário das eleições presidenciais de 2018 ainda não foi definido pelo TSE, o que deve acontecer no final ano de 2017. Apesar disso, algumas datas já estão estabelecidas pela Lei das Eleições, nº 9.504/97, como o dia da eleição:

Primeiro turno: 7 de outubro de 2018

Segundo turno: 28 de outubro de 2018

O período eleitoral só ocorre nos anos em que há eleições, começa no dia 1º de janeiro, e termina no último dia do ano, 31 de dezembro. As datas indicadas neste calendário podem ser alteradas a qualquer momento, de acordo com a publicação do calendário oficial pelo TSE.

Veja + Notícias/Geral